Menos preocupação – MAIS RENTABILIDADE [ Não cobramos Royalties Fixos]

A É seguro é uma das únicas franquias que não cobra royalties fixos.

Gerando para nossos franqueados:

  • menos custos mensais;
  • Despesas menores a longo prazo;

Nosso intuito é seu SUCESSO e não o seu DINHEIRO!

Você conhece as vantagens de investir numa franquia que não cobra royalties fixos?

Ao procurar uma franquia para fazer o seu investimento, é necessário ficar atento sobre o que são os royalties cobrados por muitas delas. Em vários segmentos, os franqueadores que não realizam essa cobrança acabam atraindo mais facilmente os interessados no negócio. Afinal, as franquias sem royalties trazem benefícios para o empreendedor e, por isso, devem ser avaliadas com atenção.

Vamos entender melhor este conceito e nos aprofundar nessas vantagens?

O que é a taxa de royalties e quais os modelos de cobrança?

No mercado de franquias, os royalties são os valores pagos periodicamente pelo franqueado ao franqueador. Trata-se de uma taxa relacionada ao uso da marca, aos serviços prestados e a todo suporte recebido nessa relação.

A taxa de royalties pode ser cobrada de diversas formas. No entanto, ela deverá ser sempre citada no contrato de franquia. Isto porque é uma das obrigações estabelecidas e, portanto, deve constar neste documento que define a relação comercial.

Os franqueadores têm a liberdade para cobrar os royalties do modo que preferirem, de acordo com a lei de franquias. Os modelos de cobrança mais comuns são:

1. Valor fixo

Aqui, a cobrança é realizada independentemente do resultado financeiro alcançado pelo franqueado em um determinado período de tempo. Trata-se de um valor fixo que poderá ser indexado pela inflação ou pelo salário mínimo.

Ainda, há casos em que esse valor é atualizado levando em conta outras taxas do mercado financeiro. Por isso, fique atento!

2. Percentual sobre as compras

Quando o franqueador fabrica o produto ou serviço, os royalties são cobrados de acordo com um percentual sobre as compras. Ou seja, o franqueado paga a taxa conforme os itens que ele adquire.

Esse modo de cobrança é comum entre os franqueadores que são um dos poucos ou os únicos fornecedores dos insumos que uma unidade franqueada irá precisar. Isso facilita a apuração por parte dos franqueadores, dispensando a necessidade de maior fiscalização.

3. Percentual sobre o lucro ou faturamento

Este tipo de cobrança também é bastante utilizado. Como o nome já diz, o percentual sobre o lucro ou faturamento depende do faturamento bruto ou líquido do franqueado. Geralmente, é calculado mês a mês.  Esta é a forma de cobrança que a É Seguro aplica, no formato Ganha x Ganha, seu sucesso é o nosso! 

4. Valor mínimo ou percentual

Neste modelo, a taxa de royalties é calculada de duas formas. Escolhe-se a que for maior: o valor fixo pago em período definido ou percentual sobre os ganhos. É como se fosse um tipo de cobrança híbrida entre as maneiras citadas até agora.

Taxa de franquia e cuidados em relação ao contrato

É importante que você saiba, também, que a taxa de franquia e a taxa de royalties não são a mesma coisa. Por isso, não devem ser confundidas!

A taxa de franquia é o primeiro valor que o franqueado deve pagar para o franqueador. Este montante é cobrado inicialmente para que o empreendedor possa abrir a franquia que escolheu.

Saiba quais são as vantagens do investimento em franquias sem royalties

Há franquias que não fazem a cobrança de royalties. Por isso, o ideal é que você se aprofunde sobre isso na sua pesquisa!

No mundo da franchising e do empreendedorismo, é certo que os investidores não desejam apenas abrir uma empresa. Desde o início, muitos sonham mais alto e já pensam no crescimento dela! E este é exatamente um dos principais benefícios das franquias sem royalties: muitas vezes, o pagamento dos royalties acabam sendo uma barreira que afasta os novos negócios.

Quando não se paga por isso, o crescimento acontece de forma acelerada, já que mais gente aposta na mesma rede. E esta visibilidade é fundamental.

Segurança e tranquilidade

Quando o franqueado escolhe uma entre as franquias sem royalties, ele já entra no jogo economizando! O que é ótimo para quem está começando seu próprio negócio não é mesmo? A segurança proporcionada por esta economia é grande.

Desta forma, o novo proprietário da franquia fica mais tranquilo pra arcar com o investimento inicial, seja na compra da franquia ou nas necessidades de adequar o ponto comercial escolhido, pagar funcionários, fazer divulgação, etc.

Parceria sólida e reinvestimento

O franqueado sente que está iniciando uma parceria sólida e confiável quando há uma expectativa promissora para ambos os lados. Sem o pagamento dos royalties fixos, ele sabe que poderá reinvestir no seu próprio negócio no curto e médio prazo.

As franquias sem royalties permitem que o negócio seja a prioridade. Afinal, podem aparecer oportunidades para aumentar sua infraestrutura, expandir o quadro de funcionários ou até mesmo abrir mais uma unidade franqueada em outro endereço.

Faturamento e expansão

Provavelmente, seu faturamento em uma franquia sem royalties será maior do que em uma franquia que exige esse pagamento. Como esta taxa não será cobrada, você conseguirá disponibilizar no mercado um produto ou serviço mais acessível (claro que sem sair da faixa de preço exigida pelo franqueador).

Isso é possível porque você pode tirar o gasto que teria com os royalties do valor final cobrado de seus clientes. E, claro, vendas maiores significam maior faturamento e mais possibilidade de expansão.